jusbrasil.com.br
22 de Outubro de 2021
    Adicione tópicos

    “Independentemente de governo, a conduta ética é primordial”, afirma Breier

    OAB - Seccional do Rio Grande do Sul
    há 5 anos

    O presidente da Ordem gaúcha, Ricardo Breier, reforçou o posicionamento nacional da OAB contra a permanência de investigados pela Operação Lava Jato em cargos de ministros de Estado.

    “A entidade compactua com a moralidade na política nacional nesses momentos tão difíceis da República. A nossa posição é de que, independentemente dos partidos e de quem esteja no governo, a conduta ética deve ser primordial. Investigados não devem ocupar cargo de tamanha relevância”, afirmou.

    Para Breier, um ministro de Estado não pode atuar com a desconfiança da sociedade. “É um cargo com muito poder e que deve ser ocupado por agentes políticos fora de qualquer ato sob suspeita. A depuração é fundamental para que o governo interino da República possa dar sequência num momento de instabilidade”, frisou.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)