jusbrasil.com.br
25 de Agosto de 2019
    Adicione tópicos

    - OAB Caxias do Sul recebe palestra do TRT4 sobre o PJe-JT

    O presidente da subseção, Marcelo Grazziotin, afirmou que a grande presença de advogados ao encontro demonstrou a preocupação em colaborar para que a aplicação do PJe-JT tenha êxito desde o início.

    OAB - Seccional do Rio Grande do Sul
    há 7 anos

    O TRT4 apresentou, na noite de segunda-feira (17), em palestra que lotou o auditório da OAB Caxias do Sul, o Processo Judicial Eletrônico PJe-JT, a ser instalado na 6ª Vara do Trabalho de Caxias do Sul, que tem inauguração confirmada para o próximo dia 24.

    Ao abrir o evento, a presidente do TRT4, desembargadora Maria Helena Mallmann, afirmou ser este um movimento "irreversível no caminho de uma melhor prestação jurisdicional", destacando o reconhecimento a Caxias, que será o primeiro município do Estado a receber a implantação deste processo, em solenidade com a presença do ministro João Oreste Dalazen, presidente do TST. A corregedora do TRT gaúcho, desembargadora Cleusa Regina Halfen, também ressaltou que a utilização desta nova ferramenta eletrônica contribuirá decisivamente para a celeridade da atividade jurisdicional.

    O presidente da OAB Caxias do Sul, Marcelo Rugeri Grazziotin, afirmou que a grande presença de advogados ao encontro demonstrou a preocupação em colaborar para que a aplicação do PJe-JT tenha êxito desde o início. Também presentes o desembargador João Pedro Silvestrin, presidente do Grupo de Trabalho para a implantação do PJe-JT, e o juiz gestor da Conciliação no TRT4, Marcelo Bergmann Hentschke, que reforçaram o esforço do Tribunal em acompanhar a instalação das novas Varas com o objetivo de garantir total assistência aos operadores do sistema.

    A diretora da Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicações (Setic) do TRT4, Natacha Moraes de Oliveira, lembrou que os servidores da 6ª Vara passaram por treinamento e terão apoio e suporte na continuidade de sua atividade. Assegurou ainda que o software do PJe-JT chega ao Rio Grande do Sul preparado para funcionar da forma mais adequada. "A medida que todos forem adquirindo maior familiaridade com o processo, perceberão que é uma ferramenta prática e de acesso muito seguro", afirmou.

    Na continuidade, o juiz auxiliar da Corregedoria, Ricardo Fioreze, acompanhado pelo servidor Elton Fernandes, do TRT baiano, instituição madrinha do TRT4 na implementação do PJe-JT, apresentou detalhes de acesso e utilização da ferramenta, respondendo perguntas dos advogados presentes. Antes do encerramento, o juiz Marcelo Porto, que assumirá a titularidade da 6ª Vara, observou que, assim como todos, ele também assimila o novo sistema, e garantiu: "atenderemos a todos, não deixaremos ninguém a esperar no balcão", disse, recebendo aplausos do público presente ao encontro.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)